Entre em contato:   (11) 4550 2142  ✉ contato@pdcore.com.br

Pequenas empresas devem contratar um contador?

Essa é uma dúvida que paira na mente de diversos empreendedores, não é mesmo? Afinal, ter uma contabilidade, parceira ou não, acaba se tornando mais um custo para a empresa arcar. Mas será que este custo não favorece as finanças mais do que atrapalha?
22/05/2019

Essa é uma dúvida que paira na mente de diversos empreendedores, não é mesmo? Afinal, ter uma contabilidade, parceira ou não, acaba se tornando mais um custo para a empresa arcar. Mas será que este custo não favorece as finanças mais do que atrapalha? É isso que veremos aqui: que os contadores podem ajudar as pequenas empresas a fazer tarefas diversas, que vão desde o controle financeiro ou o auxílio para superar burocracias fiscais até a se tornarem um atrativo a mais para o negócio.


Quais as funções de um contador na sua empresa?

Para variar, o Brasil está nas últimas colocações de mais um ranking. Agora, segundo o levantamento feito pelo Banco Mundial em 2015, intitulado Doing Business, nós alcançamos a posição 116 dos 189 países avaliados chegando a estar atrás de países como Vietnã, Gana e Zâmbia. E quando são vistos dados que se referem ao pagamento de impostos o nosso país leva a posição de número 178, dos também 189 países estudados. Desta maneira, podemos ver que o Brasil é uma péssima opção de país para se empreender, tendo em vista que os empresários do país pagam mais impostos e são colocados em um oceano de burocracia, chegando a ser maior do que países como Paquistão, Togo e Haiti, sem equipamentos de sobrevivência. Enfim, o terreno para o empresariado brasileiro não é fácil e este já é um aviso revelando que o auxílio de outros profissionais para que sejam delegadas funções de contabilidade são necessárias.

Muito provavelmente, você como empreendedor, já deve ter passando por dificuldades fiscais ou burocráticas de todo o tipo, algo comum no meio onde as guias, notas e controles de pagamentos são das mais diversas possíveis, um contador que possui experiência com esse tipo de atividade pode ser de grande valor para o seu negócio. Além disso, com acesso aos seus dados, o contador também pode realizar funções como:


● Folha de pagamento: garantir que todos os funcionários tenham os salários tributados corretamente.

● Documentos legais: preencher e arquivar o que for necessário para a operação da empresa;

● Legislação tributária e fiscal: garantir que o seu negócio esteja em conformidade.

● Declarações: elaborar e enviar.

● Órgãos governamentais: manter o registro da empresa atualizado e em conformidade com as exigências.


Qual a importância do contador na sua empresa?

A partir do momento em que você deixou de ser um autônomo sem funcionários e a sua empresa já não é mais uma simples MEI (microempreendedor individual), fazer a parte tributária pode começar a ficar mais complicado e a tomar mais tempo do que você imagina, tendo isso em vista, o contador já começa a ser peça chave para o seu negócio. Dando a você mais tempo para cuidar da evolução e crescimento da empresa, atuando até como um consultor financeiro de extrema importância para o desenvolvimento do ecossistema da empresa.


Para abrir um negócio.

Definir a divisão da participação dos sócios, o capital social, o planejamento e o tipo de tributação a ser aplicada, são apenas algumas das burocracias necessárias para se abrir uma empresa. E tendo isso em vista, para que tudo seja feito de forma correta, a melhor opção é que um contador faça parte de todos os passos do processo de abertura. Assim você não vai cair nas armadilhas da burocracia por não saber dos detalhes complexos escondidos em meio a ele.


No dia a dia do negócio.

Não que este artigo seja apenas uma grande lista de dificuldades para ser empreendedor no Brasil, mas sim, é um choque ver que além de entender de formatos jurídicos, contratos, definições e planejamento financeiro, o empresário precisa entender sobre as modificações na legislação brasileira, fazer os balanços mensais e dos períodos maiores, e muito mais. E tudo isso você pode colocar “no colo” do contador para que ele faça essas tarefas em seu lugar. Além de auxiliar você em outras atividades como notificar sobre contas a serem pagas e muito mais:


● Mercadorias: analisar e comparar preços e taxas dos fornecedores para aquisições melhores.

● Controle: orientar sobre excesso ou sobra na captação e retenção do capital de giro.

● Preço: calcular todas as despesas fixas e variáveis, aplicar taxas de juros e planejar a melhor margem de lucro.

● Caixa: analisar a entrada e saída do capital da empresa e prever quais são os lucros e as despesas futuras.

● Crédito: avaliar as vantagens e desvantagens de determinadas linhas disponíveis no mercado e preparar todos os documentos necessários para obtenção.


Para fechar o negócio.

Mais uma vez o contador encontra a função de enfrentar a burocracia em tarefas que vão dos acertos de contas ao inventário, passando pela divisão entre sócios, levantamento de recebíveis, entre outras questões financeiras, legislativas e jurídicas para poder simplesmente fechar as portas de uma empresa.

Viu só? O contador tem muita importância para qualquer tipo de negócio, desde a abertura, funcionamento e até no encerramento de suas atividades. Então, na hora de abrir o seu negócio, não deixe de consultar um contador!